Bilionário britânico compra o Newcastle United por US$267 milhões

REUTERS

LONDRES - O magnata britânico do setor de material esportivo, Mike Ashley, é o novo proprietário do Newcastle United, clube da primeira divisão do Campeonato Inglês. O negócio foi avaliado em 267 milhões de dólares.

A aquisição do time pelo recluso bilionário quebra a tendência que vem predominando na Inglaterra nos últimos anos de estrangeiros comprarem times ingleses que fazem parte da elite do futebol nacional.

Entre as estrelas que integram o Newcastle United estão os jogadores da seleção Michael Owen e Kieron Dyer.

Apesar de uma sólida torcida, o Newcastle não tem conseguido grandes resultados e sua última grande conquista foi em 1955, quando venceu a FA Cup.

Freddy Shepherd, chairman do Newcastle e maior acionista do clube, e sua família concordaram em vender seus 28% de ações para Ashley recebendo 101 pence por ação, informou em um comunicado nesta quinta-feira a St. James Holdings Ltd., empresa de Ashley.

Ashley comanda a maior cadeia britânica de materiais esportivos, a Sports Direct, que inclui a Sports World e a cadeia de lojas Lillywhites.

A St. James Holdings já comprou 41,6% das ações do presidente do Newcastle, John Hall, e de sua família, pagando 100 pence por ação. Ao comprar o Newcastle por Ashley interrompe uma tendência de aquisições de times ingleses por estrangeiros.

Na temporada passada, o Liverpool, o West Ham United e o Aston Villa foram comprados por investidores estrangeiros.

Tais aquisições aconteceram depois da discutida compra do atual campeão inglês, Manchester United, por Malcolm Glazer e da venda do Chelsea para Roman Abramovich.

Os investidores estrangeiros esperam aproveitar o apelo mundial que tem o campeonato mais rico de futebol, que deve render 2,7 bilhões de libras nos próximos três anos apenas com o direito de transmissão dos jogos.

O ex-primeiro ministro da Tailândia, Thaksin Shinawatra, que abandonou seu país após um golpe militar, também deve assumir o Manchester City ainda este mês.