Conmebol não descarta pedido de revisão à Fifa

Agência EFE

RIO - O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF), Nicolás Leoz, não descartou nesta quarta-feira que a entidade realize uma revisão do veto da Fifa para a realização de partidas em localidades que ficam a mais de 2,5 mil metros de altitude.

A decisão da Fifa de proibir partidas internacionais em estádios que ficam a mais de 2,5 mil metros de altura é o tema central de uma reunião executiva da Conmebol, convocada para o próximo dia 15, em Assunção, no Paraguai.

- A proibição foi aprovada pela Fifa por meio da Comissão Médica, mas isto não impede que os países afetados, em solidariedade de outros, peçam uma revisão da decisão - declarou Leoz à rádio Uno, de Assunção.

O dirigente afirmou que o Comitê Executivo da Conmebol convocou os dez presidentes das associações nacionais para escutarem a inquietação dos próprios países afetados, que podem pedir que a resolução (da Fifa) fique sem efeito.

Leoz afirmou que a Conmebol enfrentou algo parecido em 1998, no Congresso da Fifa em Paris, onde "se conseguiu que não fosse aplicada esta medida pela Fifa", e afirmou que "a Confederação pode ser solidária" com seus filiados.