OEA pede à Fifa que reconsidere veto à altitude

REUTERS

CIDADE DO PANAMÁ - A Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu na terça-feira à Fifa que reconsidere sua decisão de proibir a realização de partidas internacionais em cidades com mais de 2.500 metros acima do nível do mar.

A Bolívia, cuja capital La Paz está a mais de 3.000 metros de altitude e é o lugar onde a seleção disputa seus jogos, foi o principal promotor do pronunciamento da OEA dentro da assembléia da organização, que acontece no Panamá.

- Constitui uma forma de restrição para a prática do futebol internacional aos povos do Hemisfério -, disse a OEA.

- Não favorece disputas esportivas e afeta atividades turísticas, de integração e confraternidade -, completou.

Fifa argumentou que a decisão busca proteger a saúde dos atletas e evitar a vantagem das equipes acostumadas a jogar na altura.

Outras seleções prejudicadas são as de Equador, Peru e Colômbia.