Totti deixa a porta aberta para voltar à seleção da Itália

REUTERS

MILÃO - O atacante Francesco Totti indicou que pode estar disposto a voltar à seleção italiana na próxima temporada.

O jogador da Roma, artilheiro do Campeonato Italiano nesta temporada, com 26 gols, disse que está dando um tempo da seleção após o título da Copa do Mundo do ano passado e desde então não joga pela Azzurra.

A fraca vitória por 2 x 1 no sábado pelas eliminatórias da Eurocopa de 2008 contra as Ilhas Faroe levou a imprensa italiana a pedir pelo retorno dele, especialmente depois que os médicos decidiram que o jogador não precisa de uma cirurgia para remover uma placa do joelho.

- Não vou fazer uma cirurgia. Agora vou sair de férias e pensar na minha família e em descansar. Neste ano disputei mais de 50 jogos e na minha condição é duro, disse Totti ao jornal Il Messaggero de segunda-feira.

- Em julho, vou telefonar para (o gerente da seleção) Gigi Riva e dizer a ele como estou e no que estou pensando em fazer. Aí veremos.

A segunda colocada Itália, que enfrenta a Lituânia em outro jogo das eliminatórias na quarta-feira, recebe a líder França no principal jogo do Grupo B, em setembro.

A imprensa italiana tem especulado se Totti poderia retornar apenas para disputar os jogos importantes.

O técnico da seleção italiana, Roberto Donadoni, está contrariado com as constantes perguntas sobre Totti e afirmou que vai conversar com o atacante apenas após o jogo de quarta-feira.