Bernardinho diz que cansaço é o maior adversário do Brasil em Cuiabá

Agência EFE

RIO - O técnico Bernardinho afirmou nesta quinta-feira que o maior desafio do Brasil nos jogos contra a Finlândia, em Cuiabá, pela Liga Mundial será o cansaço da viagem da Coréia do Sul.

- Viemos da Coréia do Sul com um fuso de doze horas a mais em relação ao Brasil. Fisicamente estamos desgastados. Chegamos na terça e sexta já estaremos jogando. A Finlândia vem do Canadá, local que tem um fuso bem menor. Precisamos ver como a equipe estará fisiologicamente e fisicamente - declarou o técnico.

Sobre a Finlândia, que o Brasil enfrenta na sexta e no sábado, o treinador diz que será um adversário complicado, que entrará em quadra sem nada a perder.

- Eles chegam como franco-atiradores, sem responsabilidade alguma. Caso eles vençam uma partida ou alguns sets já será um grande resultado - afirmou.

Entretanto, ele tem bem claro o objetivo da seleção brasileira, alcançar duas vitórias para se aproximar da final.

- Sei que não será fácil conseguir a classificação. Estamos com um grupo jovem e que teve pouco tempo para se preparar - afirmou.

No entanto, o Brasil poderá contar neste confronto com a experiência do ponta Nalbert, que volta a defender a equipe após dois anos no vôlei de praia.

- Espero que o Brasil faça dois bons jogos. Será muito bom reencontrar a torcida e sentir o calor dos brasileiros. A Liga Mundial é um espetáculo no Brasil. Um evento à parte - declarou Nalbert, que nunca enfrentou a Finlândia.

Segundo o jogador, o retorno à seleção brasileira será como uma reestréia que certamente trará algum nervosismo.

- Vai dar aquele friozinho na barriga. Entretanto, sei muito bem como suportar toda esta pressão. Já são muitos anos vestindo a camisa da seleção - concluiu o jogador.

O técnico Bernardinho já informou que vai iniciar o confronto desta sexta-feira com a equipe que começou a partida de estréia contra a Coréia do Sul: Bruno, Samuel, Murilo, Nalbert, Rodrigão e Eder. Líbero: Alan.