Joel ironiza Renato Gaúcho

Agência JB

RIO - Se o Fluminense foi campeão carioca em 1995, num dos melhores estaduais que o Rio já viu, muito se deve a Joel Santana. Na época, o treinador aceitou a contratação do atacante Renato Gaúcho, que andava em baixa no Atlético-MG. Além do título, os dois se tornaram amigos. Porém, quinta-feira, o treinador do Fluminense respondeu de forma ácida à torcida, que, no Maracanã, depois do empate com o Bahia, gritou com força o nome de Renato, na ânsia de que o ex-ídolo substitua o atual comandante da nau tricolor.

Não sou técnico de jogar a toalha, nem de colocá-la no rosto ou descer para o vestiário antes do fim do jogo ironizou Joel, disparando farpas contra o ex-técnico do Vasco, que, na semifinal da Taça Rio, ficou sentado no banco durante a disputa de pênaltis entre o seu time e o Flamengo.

Segundo Joel Santana, não serão vaias que o farão desistir de ajustar o time, que, na sua visão, realizou seus melhores 45 minutos iniciais no último jogo.

Não tenho medo nem vou me abalar. Trabalhar em clube grande é assim. Esses gritinhos de torcedores não me atingem.