Ex-jogador do Atlético-MG admite ter feito 'gato'

Portal Terra

SÃO PAULO - O volante Emerson Figueira Camargo, que já teve passagens por clubes como Sport, Vitória e Atlético-MG, confessou ter adulterado sua idade no começo de carreira, prática conhecida no futebol como "gato". Ele tem 29 anos, e não 31.

Emerson Figueira Camargo, que na verdade se chama Darci Aparecido Figueira Camargo, disputou o Campeonato Paulista deste ano pelo Sertãozinho. Ele trocou de identidade com o irmão, em 1994.

Na última quinta-feira, o jogador se apresentou espontaneamente ao 6º Distrito Policial de Ribeirão Preto e confessou ao delegado Sérgio Siqueira que fez "gato".

Emerson e Darci foram indiciados por falsidade ideológica e tiveram seus documentos apreendidos. O volante contou que mudou de nome e falsificou os documentos em virtude de ameaças que teria sofrido de um traficante.

- Ele disse que trocou de nome para fugir de um traficante, que já morreu. Por isso ele fugiu de Ribeirão Preto e foi para Piracicaba - contou o delegado Siqueira, em entrevista à TV Globo.

O jogador começou a carreira no XV de Piracicaba e teve passagens por Internacional de Limeira, Sport Recife, Sertãozinho, Vitória, Santo André, Guarani, Atlético Mineiro, Portuguesa Santista e Sertãozinho.