Maradona continuará internado por mais alguns dias

Agência EFE

BUENOS AIRES - O médico particular de Diego Maradona, Alfredo Cahe, assegurou hoje que o ex-jogador argentino continuará internado por mais alguns dias, até que seus exames de fígado apresentem resultados melhores.

- Diego segue internado por causa da hepatite e ficará internado por mais alguns dias, até que os exames de fígado se normalizem totalmente - informou Cahe a uma rádio de Buenos Aires.

O médico disse que conversará com a equipe do hospital de Los Arcos, onde Maradona está internado desde sexta, para analisar o melhor local para levá-lo quando for dado de alta. Segundo o boletim distribuído na terça-feira à imprensa, Maradona poderia deixar o hospital nas próximas horas para continuar o tratamento com seu médico particular, fora da clínica - o que foi interpretado como o anúncio de uma saída imediata do ex-jogador.

Mas Cahe, que se manifestara contra a alta do ex-jogador do hospital Güemes no último dia 10 deste mês - uma vez cumpridos 13 dias de internação por uma hepatite tóxica aguda pelo consumo de álcool - desaconselhou outra vez a saída.

No relatório de hoje, médicos apontaram que o estado de saúde de Maradona continua 'em evolução favorável segundo os parâmetros de laboratório' e que ele 'se encontra clinicamente estável'. Um outro boletim, que indicará as condições para a continuação do tratamento, será divulgado nas próximas horas.