Fluminense supera o Goiás e pula para a quinta posição do Brasileirão

Com gols de Nino e Martinelli (x2) ainda no primeiro tempo, Tricolor bateu o Esmeraldino e se mantém firme na briga por uma vaga na próxima edição da Libertadores

Foto: Jorge Rodrigues/AGIF/CBF
Credit...Foto: Jorge Rodrigues/AGIF/CBF

O Fluminense fez valer o mando de campo, na noite deste domingo (31), e no Nilton Santos venceu o Goiás por 3 a 0, pela 33ª rodada do Brasileirão Assaí. O triunfo coloca o Tricolor carioca momentaneamente na quinta posição, com 53 pontos. Já o Esmeraldino tem 29 e aparece na 18ª posição.

O jogo

O Goiás até criou as primeiras oportunidades da partida. Shaylon, aos sete, e Fernandão, aos nove, levaram perigo. Passado o susto inicial, o Flu colocou ordem na casa. Aos 14, Fred parou em Tadeu e, aos 16, Lucca esbarrou na marcação. Até que, aos 17, Nenê cobrou escanteio e Nino foi no segundo andar para abrir a contagem no Nilton Santos. Depois do gol, o Tricolor seguiu insistindo no ataque e, aos 25, Martinelli experimentou de fora da área, a bola bateu na trave, no goleiro e foi morrer no fundo das redes: 2 a 0.

Na sequência, o Esmeraldino tentou responder novamente em finalização de Fernandão. Mas foi a equipe carioca que seguiu pressionando. Nenê, aos 30, carimbou o travessão. Enquanto Fred, aos 35, mais uma vez viu Tadeu fazer a defesa. No minuto seguinte, Martinelli recebeu bom passe de Egídio para marcar o segundo dele na partida e o terceiro do Fluminense. Sem tirar o pé do acelerador, o time da casa ainda teve mais duas chances antes do intervalo. Primeiro, Nenê quase anotou um golaço de trás do meio de campo, depois que Tadeu foi para o ataque cobrar falta. Mais tarde, Lucca saiu de frente para a meta adversária, mas errou o alvo.

No segundo tempo, o Goiás voltou melhor defensivamente. Mas, aos quatro minutos, o Tricolor assustou em mais uma finalização de Lucca. Já aos 15, o Flu saiu em contra-ataque, mas Luiz Henrique não aproveitou a chance e mandou para fora. Com boa vantagem no placar, o Fluminense administrou o resultado. E, já nos acréscimos, Fernando Pacheco por pouco não anotou mais um, mas Tadeu salvou de novo. (com Ascom CBF)