Série A: Botafogo e Vasco fazem clássico carioca em São Januário

Em relação à escalação, Luxemburgo terá dois problemas certos para montar a equipe

Foto: Vitor Silva/Botafogo
Credit...Foto: Vitor Silva/Botafogo

O duelo coloca frente a frente duas equipes que lutam para escapar do rebaixamento à Série B do futebol brasileiro na próxima temporada. Atualmente, seis pontos separam os times. O Vasco saiu do Z-4 na última rodada ao empatar com o Atlético Goianiense em 0 a 0, em Goiânia, na reestreia do técnico Vanderlei Luxemburgo. O Cruzmaltino ocupa a 16ª posição, com 29 pontos. Apesar de estar fora da zona de queda, o clube tem apenas um ponto a mais do que o Bahia, que abre o Z-4. Uma questão que pode auxiliar o clube de São Januário é que o time disputou 27 jogos, um a menos do que os rivais que estariam caindo à Série B se o campeonato acabasse hoje.

Em relação à escalação, Luxemburgo terá dois problemas certos para montar a equipe. O zagueiro Ricardo Graça foi diagnosticado com apendicite aguda, passou por um procedimento cirúrgico e deve ser desfalque para os próximos três jogos. Outra ausência será o lateral-direito Léo Matos, que recebeu o terceiro amarelo.

Com 23 pontos em 28 jogos e apenas quatro vitórias, o Botafogo é o antepenúltimo colocado. O Alvinegro trata o clássico da noite deste domingo como um duelo de vida ou morte na briga para evitar o terceiro rebaixamento. A preocupação é tanta que o novo presidente Durcesio Mello, a comissão técnica e o plantel estão concentrados desde sexta-feira (8). A torcida botafoguense, extremamente insatisfeita com o momento da equipe, cobra muito. Na quinta-feira (7), o Muro dos Ídolos do clube amanheceu pichado e uma imagem que homenageia Túlio Lustosa, atual gerente de futebol do Fogão, foi coberta com tinta preta.

Desde que voltou à beira do campo na equipe alvinegra, na derrota para o Internacional, no dia 12 de dezembro, Eduardo Barroca tem três derrotas e uma vitória. Nesses quatro jogos, já foram utilizados 21 jogadores diferentes. A tendência é que ele tenha que aumentar esse número no jogo deste domingo. Serão pelo menos três desfalques. Depois de receberem o terceiro cartão amarelo contra o Athletico Paranaense, o zagueiro Marcelo Benevenuto, o meio-campista Caio Alexandre e Matheus Babi são ausências certas. Para a defesa, Rafael Forster, Helerson e Sousa são opções. No meio, Bruno Nazário e Cesinha são possibilidades para não alterar tanto o esquema. Luiz Otávio seria uma escolha para colocar uma equipe mais precavida em campo.(com Agência Brasil)