Internacional recebe Botafogo tentando esquecer queda na Libertadores

Time de General Severiano luta para fugir do rebaixamento

Foto: Vitor Silva/Botafogo
Credit...Foto: Vitor Silva/Botafogo

O Internacional recebe o Botafogo neste sábado (12), a partir das 19h, em jogo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, tentando superar a eliminação da Copa Libertadores e buscando somar três pontos que lhe permitam se aproximar dos líderes da competição (o Colorado atualmente ocupa a 6ª posição com 38 pontos).

O Botafogo também busca uma recuperação, mas dentro do próprio campeonato nacional, pois somou a sexta derrota seguida na competição após a goleada de 4 a 0 para o São Paulo na última quarta-feira (9). Assim, o time de General Severiano permanece na vice-lanterna com 20 pontos.

Vencer para esquecer eliminação
No Colorado a ordem é vencer para esquecer a dolorosa eliminação na Libertadores. A queda na competição continental doeu mais porque veio em um jogo no qual o time gaúcho jogou bem e venceu o Boca Juniors (Argentina) em pleno estádio da Bombonera (a desclassificação foi na disputa de pênaltis após o Inter vencer por 1 a 0 nos 90 minutos).

Se o jogo diante dos argentinos não teve o resultado esperado, ao menos aponta um caminho que Abel Braga pode seguir nos próximos desafios do Brasileiro. Após testar oito escalações diferentes em oito jogos, o treinador parece ter encontrado a escalação ideal, com Thiago Galhardo como única referência na frente no esquema 4-1-4-1. Caso ele opte pela escalação que usou na Bombonera, o Colorado entra em campo assim: Marcelo Lomba; Rodinei, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso; Praxedes, Edenílson, Patrick e Marcos Guilherme; Thiago Galhardo.

Fantasma do rebaixamento
Já no Botafogo a expectativa é de que haja muitas mudanças em relação à equipe que entrou em campo contra o São Paulo. Uma delas, que já é certa, é a ausência do zagueiro Marcelo Benevenuto, expulso na goleada da última quarta.

Outra novidade será a presença, na beira do gramado, do técnico Eduardo Barroca. Ele não pôde estar com a equipe em campo nas duas últimas rodadas da competição porque testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). Independente de quem estiver no gramado, o importante é vencer para afastar o fantasma do rebaixamento.(com Agência Brasil)