Jornal do Brasil

Esportes

Paranaense não terá limite de inscritos, e Athletico usará equipe principal

Jornal do Brasil NAPOLEÃO DE ALMEIDA

O arbitral do Campeonato Paranaense de 2020, realizado nesta sexta-feira (18), definiu a fórmula do Estadual da próxima temporada, retirando o limite de inscrições de jogadores após articulação e pedido do Athletico-PR.

O clube rubro-negro vinha utilizando um time alternativo na competição desde a temporada 2013, com exceção da edição de 2016. Com a medida, o Athletico irá colocar em campo seu elenco principal em alguns jogos do torneio.

O técnico Tiago Nunes havia dado pistas da mudança em entrevista recente ao canal ESPN Brasil, quando disse que o Athletico estava articulando a ideia junto a outros clubes para sofrer menos com a falta de ritmo de jogo nas estreias em torneios importantes.

"Pensamos em usar o time principal em momentos pontuais para ganhar ritmo", disse Tiago, ao programa "Bola da Vez". Nas últimas duas temporadas, o Athletico passou aperto ao iniciar o ano já em jogos eliminatórios de Copa do Brasil e Libertadores.

O clube ainda não definiu quem comanda o elenco sub-23 na próxima temporada. Rafael Guanaes, técnico campeão estadual em 2019, foi deslocado para o time sub-19.

MAIS MUDANÇAS

Os clubes paranaenses também optaram por mudar o formato do Estadual para 2020.

O campeonato terá duas fases: na primeira, turno único com todos os 12 times se enfrentando, e os seis melhores de 2019 (Athletico, Toledo, Coritiba, Londrina, Operário e Paraná) fazendo seis jogos em casa.

Os oito melhores classificados avançam para a segunda fase. Os dois últimos serão rebaixados.

Na segunda fase, serão feitas eliminatórias em ida e volta em cruzamento olímpico: primeiro versus oitavo, segundo contra o sétimo, e assim por diante, até restarem dois classificados para a decisão. Ao todo, serão 17 datas.

O Paranaense tem largada marcada para 18 de janeiro e decisão prevista para 26 de abril. Além dos clubes já citados acima, FC Cascavel, Rio Branco, Cascavel Recreativo, Cianorte e os recém chegados PSTC e União Beltrão disputarão o torneio.

Os três melhores classificados que não estiverem em nenhuma divisão nacional ganharão vaga para a Série D 2021, o que extingue a Taça Paraná Sub-23.

MARATONA

Com a rodada inicial marcada para o final de semana de 18 e 19 de janeiro, o Paranaense pode obrigar o Athletico a atuar duas vezes em menos de 24 horas.

A Supercopa do Brasil, nova competição da CBF que opõe o campeão da Copa do Brasil ao do Brasileirão, está marcada para o dia 19, como abertura da temporada.

Não seria a primeira vez em que o clube passaria por situação similar: entre 31 de março e 2 de abril deste ano, o Athletico enfrentou Londrina e Boca Juniors (ARG), por Estadual e Libertadores, respectivamente, usando equipes diferentes nos jogos.

(Napoleão de Almeida - FolhaPress)