Brasileiros levam prata e bronze nos 50m peito e fazem história no Mundial

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Brasil conquistou mais duas medalhas no Mundial de Esportes Aquáticos, em Gwangju, na Coreia do Sul. Nesta quarta-feira (24), os brasileiros Felipe Lima e João Gomes Junior levaram prata e bronze, respectivamente, e foram ao pódio nos 50m peito. O britânico Adam Peaty conquistou o ouro.

Esta é a primeira vez que o Brasil consegue uma "dobradinha" no Mundial. Felipe Lima terminou em segundo, com 26s66, enquanto João Gomes Junior marcou 26s69. O campeão Peaty completou a prova em 26s06.

É o segundo pódio consecutivo para João Gomes. No Mundial de 2017, ele foi vice-campeão. Já Felipe Lima terminou no quarto lugar.

"É muito gratificante, o Brasil merece. As pessoas que acreditaram e torceram, nossas famílias, amigos que estão no Brasil. Tudo é gratificante. Foi uma rotina árdua, não é fácil. Muito feliz com o resultado, ainda mais com um companheiro de treino. Esse ano eu vim para incomodar o João um pouco, mas um incômodo bom", afirmou Felipe Lima em entrevista ao SporTV.

João aproveitou para comemorar o pódio inédito para o Brasil e projetou mais medalhas no Pan.

"É difícil explicar. O Felipe, eu comecei me espelhando nele. Sempre vi ele nadando. Tinha chances reais de pegar o primeiro lugar. A disputa ficou mais acirrada no dia a dia. Fico feliz para caramba. Ele vem batalhado muito no cenário. Fizemos história. Estou feliz para caramba. É focar no Pan e tentar sair de lá com outra dobradinha", comentou.