Botafogo bate CSA com gol no fim e vence primeira fora do Rio de Janeiro

Alvinegro chegou aos 15 pontos

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Foi com emoção, nos acréscimos do segundo tempo, mas o Botafogo conseguiu vencer o CSA por 2 a 1 na noite deste domingo (9), no estádio Rei Pelé, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Maceió começou melhor e abriu o placar com Carlinhos no início do segundo tempo, mas Cícero, aos 37, e Alex Santana, aos 48, marcaram os gols da virada.

O resultado marca o fim de um "tabu" para o time carioca, que ainda não havia vencido fora do Rio de Janeiro nesta edição do Brasileiro - seu único triunfo como visitante foi no Maracanã, contra o Fluminense.

O Botafogo chega a 15 pontos conquistados e sobe para a quarta posição, enquanto o CSA se mantém com seis pontos em oito rodadas e é o 19º colocado, à frente apenas do Avaí.

O CSA começou o jogo mais aberto, em busca de chances, enquanto o Botafogo se fechou e apostou nos contra-ataques. Aos 16 minutos do segundo tempo, Carlinhos abriu o placar para o CSA após lançamento de Jonatan Gómez e marcou seu primeiro gol com a camisa do clube. Aos 37, Cícero deixou tudo igual. E aos 48 do segundo tempo, Alex Santana garantiu o triunfo para o Botafogo.

Desde o começo do jogo, o CSA mostrou que queria jogo. Foi para cima, enquanto o Botafogo optou por se fechar à espera do erro adversário. A primeira chance saiu do lado do Botafogo, em boa jogada de Diego Souza, que acertou no travessão. O camisa 7 tentou de tudo que foi jeito, desde puxar contra-ataques até corta-luz, mas não teve jeito do Botafogo balançar a rede.

Conhecido pela pontaria afiada, Alex Santana não esteve bem no estádio Rei Pelé. Teve pelo menos três boas chances de abrir o placar para o Botafogo no primeiro tempo, mas não caprichou na finalização. Ele estava entre os piores do time, mas, nos acréscimos do segundo tempo, achou um gol: aproveitou o rebote da cobrança de escanteio de Diego Souza e ajudou a garantir três pontos para o Botafogo.

CSA

Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo, Didira, Jonatan Gómez, Matheus Sávio e Maranhão (Madson); Cassiano.

T.: Marcelo Cabo

BOTAFOGO

Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero e João Paulo (Lucas Campos); Erik, Diego Souza e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão).

T.: Eduardo Barroca

Árbitro: Jean Pierre Gonçaves Lima (RS)

Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins (ambos do RS)

Cartões amarelos: Naldo, Rodrigo Pimpão, Luciano Castán

Gols: Carlinhos (CSA), aos 16 minutos do segundo tempo, Cícero (BOT), aos 37 minutos do segundo tempo, e Alex Santana (BOT), aos 48 minutos do segundo tempo.