Vários clubes se opõem a projeto de reforma da Liga dos Campeões

Vários clubes de Suíça, Alemanha, Itália, França e Portugal declararam publicamente sua oposição à proposta de criação de uma Liga dos Campeões quase fechada, dizendo que outros times também estão preocupados.

A proposta foi apresentada pela Associação de Clubes Europeus (ECA), que tem 232 membros e está trabalhando com a Uefa para reformular a competição continental de 2024 em diante.

Mas após uma reunião da ECA em Malta na quinta e sexta-feiras, vários clubes filiados disseram que a proposta precisa de uma nova abordagem.

Segundo autoridades das ligas europeias que viram os planos, a proposta polêmica envolve uma liga europeia de três divisões, com promoções e rebaixamentos entre cada divisão.

A primeira divisão seria uma nova versão da Liga dos Campeões, mas 24 do 32 times manteriam suas vagas para a temporada seguinte, rompendo com a tradição de se garantir a classificação através do desempenho nas competições domésticas.

A ECA diz que quer ajudar os clubes de fora das cinco maiores ligas proporcionando-lhes partidas mais frequentes na Europa.

"Qualquer reforma deveria garantir que clubes de todos os tamanhos possam continuar a se desenvolver e crescer em todo seu potencial de uma maneira que também proteja as competições domésticas", disse a entidade em um comunicado.