Polícia muda pela segunda vez local do depoimento de Neymar

Antes transferido para o Serviço Aeropolicial, na Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio de Janeiro, o depoimento do jogador Neymar foi realocado para a Cidade da Polícia, zona norte da cidade.

A mudança do local, ocorrida pela segunda vez nesta quinta-feira (6), não teve motivo divulgado pela Polícia Civil. Diversos repórteres aguardavam o atleta na Lagoa quando tiveram a informação de nova transferência de local do depoimento.

O jogador será ouvido sobre suposto crime ao divulgar, no último sábado (1º), em seu perfil no Instagram, uma gravação com diversas imagens íntimas de Najila Trindade, a mulher que o acusa de estupro.

As informações da alterações de locais foram confirmadas pela Polícia Civil.

Na primeira delas, a corporação alegou medida de segurança, uma vez que muitas crianças ocupam a frente da Cidade da Polícia, gerando uma situação de risco.

De fato, cerca de 50 menores moradores da favela de Jacarezinho, nos arredores da delegacia, estão na frente do local gritando mensagens de apoio a Neymar. Em algumas delas, os jovens berram que o atleta é inocente.

O depoimento estava inicialmente marcado para esta sexta (7). Neymar chegou em sua mansão em Mangaratiba, litoral fluminense, no início da tarde desta quinta (6), e pode depor ainda nesta noite, segundo fontes da Polícia Civil. O dia e o horário não foram confirmados.

No vídeo, já retirado do ar pelo Instagram, o atleta exibiu conversas por WhatsApp com ela anteriores e posteriores à data em que ela afirma ter sido estuprada. No decorrer do diálogo, aparecem imagens dela nua ou seminua –com o rosto e partes íntimas borradas.

Na última segunda-feira (3), uma viatura da Polícia Civil entrou no centro de treinamento da seleção brasileira, a Granja Comary, em Teresópolis, para intimar Neymar a depor.