Com gol de Diego Souza, Botafogo vence e amplia crise no Vasco

Em sete jogos, a equipe cruzmaltina ainda não venceu no Brasileiro

Em um jogo de poucas emoções no Estádio Nilton Santos, o Botafogo venceu o Vasco por 1 a 0, com gol do ex-vascaíno Diego Souza, e ampliou a crise em São Januário.

Em sete jogos, a equipe cruzmaltina ainda não sabe o que é vitória no Brasileiro e amarga a lanterna da competição. Com a vitória, o Botafogo chegou ao 5º lugar, mas aguarda o fim da rodada para saber se terminará o domingo na zona da Libertadores.

No domingo (9), o time alvinegro volta a campo e encara o CSA, às 19h, no Rei Pelé. Já o cruzmaltino recebe na sexta (7) em São Januário o Internacional, às 20h30.

O Botafogo seguiu à risca do estilo de posse de bola implantado por Eduardo Barroca, mas foi muito pobre na hora da criação das jogadas. Sem velocidade e infiltração, o time pouco assustou o Vasco e fez uma atuação abaixo da média. Quando o rival era claramente superior, Diego Souza abriu a contagem aos 12 min do segundo tempo. Ele aproveitou cruzamento na área, matou a bola no peito e chutou sem chances para Sidão. A partir daí, o time dominou amplamente os espaços e teve todo o contra-ataque à disposição.

Sob comando de Vanderlei Luxemburgo, o Vasco vai mostrando evolução jogo após jogo. Hoje, a equipe mostrou boa organização e protagonizou as melhores ações ofensivas no jogo, especialmente com o trio formado por Marrony, Rossi e Tiago Reis. Em um descuido da zaga, Diego Souza marcou.

Novamente titular no Vasco, o jovem atacante Tiago Reis quase deixou a sua marca. No primeiro tempo, o centroavante aproveitou cruzamento na área e arrematou na trave de Gatito. O vascaíno se movimentou e deu opções a seus companheiros na partida.

PROTESTO

Antes de a bola rolar, a torcida vascaína hostilizou o prefeito Marcello Crivella, que comparou o clube à ciclovia Tim Maia, pois ambos "vivem caindo". Após o desconforto, ele assinou o termo de cessão do terreno do CT do clube, mas não escapou dos protestos.

BOTAFOGO
Gatito Fernández; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero (Jean), Gustavo Bochecha (Alan Santos), João Paulo e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão); Diego Souza e Erik. Técnico: Eduardo Barroca

VASCO
Sidão, Pikachu, Werley, Ricardo e Danilo Barcelos; Lucas Mineiro (Yan Sasse), Fellipe Bastos (Andrey) e Marcos Júnior; Rossi, Tiago Reis (Talles Magno) e Marrony. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Gol: Diego Souza, aos 12 minutos do segundo tempo
Estádio: Nilton Santos, Engenhão (RJ)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Cartões amarelos: Erik, Gatito (BOT); Rossi, Fellipe Bastos, Lucas Mineiro (VAS)