Jornal do Brasil

Esportes

Conmebol veta times da 2ª ou divisão inferior na Libertadores e Sul-Americana

Jornal do Brasil

A Conmebol divulgou em seu site que clubes que não estiverem na divisão principal dos respectivos campeonatos nacionais não poderão participar das duas principais competições do continente, a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana.
O veto está em um conjunto de condições de elegibilidade de times para as edições de 2020 do torneio, que inclui outros itens burocráticos como classificar-se para a competição por mérito esportivo e ter obtido a licenciatura de clubes.
"(É condição de elegibilidade) estar disputando o torneio nacional da associação membro em sua divisão principal da competição em 2020", diz o trecho do comunicado sobre o tema.
No Brasil, a determinação tem efeito prático na Copa do Brasil, que premia o vencedor com uma vaga na Libertadores do ano seguinte. Na atual edição, Paysandu, Sampaio Corrêa e Juventude são os clubes ainda na disputa das oitavas de final que seriam impedidos de jogarem o torneio caso sejam campeões.
O mesmo pode acontecer caso um dos times da Série A vença a Copa do Brasil no mesmo ano em que caia para a Série B. Recentemente o Palmeiras vivenciou tal experiência em 2012, mas jogou normalmente a Libertadores de 2013.
Outros casos notórios que estariam em desacordo com a determinação da Conmebol são os do Paulista (2005) e Santo André (2004), clubes que venceram a Copa do Brasil e disputaram a Libertadores do ano seguinte mesmo sem jogarem na elite nacional.