Jornal do Brasil

Esportes

"Eu não gosto do título, então se eu não gostar do título, não vou gostar do filme, não vou, não gosto do nome", disse Maradona sobre filme

Ex-jogador critica tratamento em documentário sobre a sua história

Jornal do Brasil

Diego Maradona, de 58 anos, não gostou do tratamento que recebeu no documentário dirigido pelo britânico Asif Kapadia, que conta a história do ídolo argentino, sobretudo a passagem dele pelo Napoli. O craque tirou essa conclusão somente pelo título: "Diego Maradona - Rebelde, herói, vigarista e Deus".
O ex-jogador disse que nem vai ver o filme. Ele também não compareceu à estreia do longa no Festival de Cannes. Ele justificou essa ausência devido a dores no ombro.


"Eu não gosto do título, então se eu não gostar do título, não vou gostar do filme, não vou, não gosto do nome", afirmou em entrevista à emissora americana Univisión.

Macaque in the trees
Diego Maradona (Foto: REUTERS/Henry Romero)

O argentino também criticou a postura dos produtores do filme. "Eu joguei futebol e ganhei meu dinheiro correndo atrás da bola, não contei a ninguém, se eles querem atrair o público assim, eles estão errados."
Diretor do documentário, Asif Kapadia ficou famoso pelas produções que contam histórias de grandes ídolos, como "Senna", de 2010, que narra a história do piloto brasileiro, e "Amy", de 2015, sobre a cantora britânica Amy Whinehouse. Kapadia teve acesso a vídeos exclusivos sobre a trajetória de Maradona, desde a infância dele até a idolatria na cidade de Nápoles, onde brilhou pelo Napoli.
Por enquanto, o filme ainda não previsão de estreia no Brasil.