Na briga pelo cinturão

Cigano derrota Derrick Lewis e fica próximo de disputar o título dos pesados no UFC

Junior "Cigano" dos Santos deu um importante passo para a retomada do cinturão dos pesos pesados do UFC ao vencer o americano Derrick Lewis por nocaute técnico no segundo round no UFC Wichita, realizado nos Estados Unidos na noite de sábado. O ex-campeão emenda uma sequência de três vitórias seguidas na categoria e deve ter uma subida significativa no ranking dos pesados, já que Lewis estava na terceira colocação. O americano, que perdeu para o atual campeão Daniel Cormier no ano passado, amarga dois reveses consecutivos, algo inédito na carreira.

Macaque in the trees
Ex-campeão dos pesos pesados, Júnior Cigano celebra a vitória sobre o americano Derrick Lewis no UFC Wichita, realizado em Kansas, nos EUA (Foto: Divulgação/UFC)

"Obrigado, Wichita! Eu passei por ótimos momentos aqui! Estou me sentindo muito bem. Eu tinha combinações, trabalhei em cima disso, sabíamos que ia pegar alguma hora. Hoje (sábado) é aniversário do meu filho Bento e queria que todo mundo cantasse comigo "Parabéns para você". Como esse caras podem estar na minha frente no ranking? Eu quero minha chance pelo cinturão", disse Cigano após a luta.

Nas outras lutas do evento realizado na madrugada de sábado para domingo, os brasileiros tiveram destinos distintos no octógono. O peso-meio-médio Elizeu Capoeira teve uma atuação perfeita na vitória por finalização contra Curtis Millender no primeiro round, na co-luta principal do UFC Wichita. Já o campeão mundial de jiu-jitsu Serginho Moraes não conseguiu desenvolver seu melhor estilo de luta e foi derrotado por decisão unânime dos juízes pelo americano Anthony Martin.