Ganso abre as portas do Fluminense para Nenê

A torcida do Fluminense mostra-se abertamente contrária à chegada de Nenê, mas diretoria, técnico e jogadores vão por outro caminho. Depois de seguidas declarações de Fernando Diniz sobre o desejo de contar com o meia, ontem foi a vez de Paulo Henrique Ganso abrir as portas do clube para o jogador do São Paulo. Mesmo com o histórico de desentendimentos nos bastidores e os indícios de decadência na carreira do veterano de 37 anos, o camisa 10 tricolor acredita que a contratação pode ser positiva para a equipe.

"Se o Nenê vier será muito bem recebido. É um grande jogador. Todos sabemos da qualidade dele. Encontrará um ambiente muito bom no Fluminense", declarou.

De bem com a vida após a primeira boa atuação e o primeiro gol com a camisa tricolor, de barriga, Ganso reconheceu a semelhança com o histórico feito de Renato Gaúcho. Fez questão, porém, de ressaltar a enorme diferença em relação à importância dos gols.

"Foi uma boa recordação, mas já deixei claro que o gol do Renato deu o título para o Fluminense e o meu apenas ajudou na classificação. Nunca tive contato com o Renato, mas tem o Campeonato Brasileiro e a gente vai acabar se encontrando. Ele é um grande treinador e tem uma carreira brilhante", elogiou o camisa 10.

Em mais uma partida no Maracanã, o Fluminense recebe a Cabofriense no domingo, às 16h, pela Taça Rio.