Em protesto por atrasados, jogadores do Flu se recusam a treinar na reapresentação

Tudo caminhava tranquilamente no Fluminense até o último fim de semana. Boas vitórias no começo da temporada, contratação de Paulo Henrique Ganso e empolgação com o estilo ofensivo de Fernando Diniz. Após um conturbado fim de semana, com imbróglio judicial, torcida afastada do Maracanã e perda da Taça Guanabara, os bons ventos deixaram de soprar. Ontem, todos os jogadores se recusaram a treinar no dia da reapresentação no CT Pedro Antônio. O motivo é tão simples de entender quanto difícil de solucionar: falta de pagamentos.

São três meses de direitos de imagem, um mês de salário CLT e premiações do Campeonato Brasileiro 2018 e da primeira fase da Copa do Brasil 2019 atrasados. Cansado de trabalhar sem o devido retorno financeiro, o elenco comunicou a paralisação à diretoria assim que chegou ao centro de treinamento. Coube ao diretor executivo de futebol, Paulo Angioni, prestar esclarecimentos. De acordo com o dirigente, a greve tricolor não se estenderá às atividades programadas para hoje.

Macaque in the trees
Angioni concede entrevista no CT. Dirigente explicou paralisação de ontem do elenco tricolor (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

"Tivemos uma situação desagradável e não houve treinamento por insatisfação dos jogadores por algumas situações que não foram cumpridas. A gente compreende. É a posição do grupo, não de uma pessoa ou duas. Fizeram o que é feito normalmente antes do treinamento. O que não aconteceu foi a ida ao campo. Apenas me comunicaram. Eles tentam querem que a direção entenda que precisa solucionar a situação", explicou Angioni.

Certamente não foi esse o cenário que o volante Allan, emprestado pelo Liverpool, imaginou para sua apresentação no novo clube. Ainda assim, o jovem de 21 anos se mostrou feliz com o retorno ao Brasil, onde nunca atuou profissionalmente.

"Era o momento de voltar. Quando surgiu a oportunidade, não pensei duas vezes. Um dos fatores que também me fez vir foi trabalhar com o Fernando Diniz, pelas características e pela forma de jogo", revelou Allan, que pode jogar de primeiro e de segundo volante.

O Fluminense estreia na Taça Rio sexta-feira, contra o Americano, no Maracanã, em jogo que marcará a estreia de Paulo Henrique Ganso e talvez a de Allan. Ingressos para os setores Sul e Leste estão à venda por R$ 15 (sócios), R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira).