Fla joga em busca de uma atuação convincente

Os reforços já estrearam. A torcida vem enchendo o estádio. O ataque começa a engrenar. O Flamengo versão 2019, no entanto, ainda deve uma atuação convincente que prove, na prática, o favoritismo atribuído à equipe no Campeonato Carioca.

E terá mais uma chance hoje, às 17h, novamente no Maracanã, onde o rubro-negro recebe a eliminada Cabofriense para confirmar a liderança do Grupo C da Taça Guanabara basta um empate. Em caso de derrota, o time de Abel Braga precisará torcer por um tropeço do Bangu, que visita o Resende, para manter a primeira colocação e, assim, jogar por um empate na semifinal.

A oscilação no nível das atuações, comum em um início de temporada, passa muito pelo desempenho defensivo abaixo do esperado. O Flamengo tomou um gol em todas as quatro partidas que fez até aqui, média que pode ser motivo de preocupação para as fases mais agudas da competição. No primeiro turno de 2017, por exemplo, vencido pelo Fla, a equipe sequer foi vazada na etapa de classificação.

Sem dar sopa ao azar, Abel Braga mandará a campo a equipe considerada titular, a julgar pelas rodadas anteriores. Em alta, Bruno Henrique deve começar jogando pela primeira vez desde que chegou ao clube. Ao que parece, o jogador ex-Santos largou na frente de Vitinho pela vaga na ponta esquerda. O camisa 11, inclusive, já ouviu vaias da torcida nesta temporada.

Outra posição pendente da confirmação de um titular absoluto é o comando do ataque. Camisa 9, Gabigol ainda não atuou como centroavante e segue sem balançar as redes. Foi utilizado pela direita e atrás do atacante mais avançado. Uribe e Henrique Dourado brigam por posição.

Flamengo: Diego Alves, Pará, Rodrigo Caio, Rhodolfo e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Éverton Ribeiro, Arrascaeta (Diego) e Bruno Henrique; Uribe. Cabofriense: George, Pedro, Bruno Lima, Lucas Cunha e Manoel; Marcelo Gama, Diego Valderrama, Michel e Anderson Rosa; Marcus Índio e Rafael Gladiador. Juiz: Alexandre Vargas Tavares de Jesus.