Vários jogadores não quiseram assinar com Cardiff após desaparecimento de Sala

O técnico do Cardiff, Neil Warnock, informou nesta sexta-feira que vários jogadores não quiseram assinar com o clube após o desaparecimento do avião que transportava o argentino Emiliano Sala, contratado junto ao Nantes.

"Um ou dois atacantes com quem estávamos conversando não quiseram vir nestas circunstâncias", explicou Warnock na véspera da partida de sábado em casa contra o Bournemouth, pelo Campeonato Inglês.

Na janela de transferência de janeiro, Sala foi comprado junto ao Nantes pelo Cardiff por 17 milhões de euros e viajava à capital galesa para ser incorporado à equipe da Premier League quando seu avião despareceu dos radares ao cruzar o Canal da Mancha durante a noite de 21 de janeiro.

"Não querem vir após o ocorrido, foi uma janela muito difícil", insistiu o técnico.

Os investigadores britânicos afirmaram na quarta-feira ter encontrado restos de assentos na costa francesa que "provavelmente" pertenciam ao avião desaparecido.

O Cardiff, antepenúltimo colocado da Premier League, homenageou Sala na terça-feira durante a derrota por 2 a 1 para o Arsenal.

Na luta contra o rebaixamento, o Cardiff encerrou sua janela de janeiro com uma contratação, a do meia do Reading Leandro Bacuna.

 

jw/pm/am