Jornal do Brasil

Esportes

Sob vaias, Botafogo fica no empate com o Bangu no Engenhão

O time dirigido por Zé Ricardo teve pouco brilho

Jornal do Brasil

Debaixo de vaias e protestos, o Botafogo acumulou o seu segundo tropeço consecutivo no Campeonato Carioca. Desta vez ficou no empate sem gols diante do Bangu, na noite desta quarta-feira, no Engenhão.

O time dirigido por Zé Ricardo teve pouco brilho e chegou a ser pressionado pelo adversário, principalmente na etapa complementar, quando os jogadores pareciam cansados. Com o resultado, o Botafogo termina o dia na lanterna do Grupo C da Taça Guanabara, com apenas um ponto, mesma pontuação do Bangu, que leva a melhor no saldo de gols: -2 a -1.

O Botafogo novamente fez um primeiro tempo abaixo do esperado. O time teve atuação apagada, com exceção de lampejos de Erik, em sua reestreia pelo clube. Foi dele o passe para a melhor oportunidade da equipe de Zé Ricardo. Luiz Fernando recebeu de frente para o gol, mas ficou na defesa com o pé direito do goleiro Jefferson Paulino.

Macaque in the trees
Botafogo X Bangu (Foto: Reprodução Instagram)

O Bangu não ficou com uma postura apenas defensiva. O time ensaiou bons momentos como na tentativa de Pingo, que recebeu de Marcos Júnior, e chutou para defesa de Gatito Fernandéz. O goleiro teve que trabalhar em outros momentos, mas mostrou muita segurança, impedindo uma nova surpresa no Engenhão.

O segundo tempo começou mais movimentando. O Bangu sentiu que poderia sair de campo com a vitória e foi para cima. Anderson Lessa avançou pelo lado esquerdo e chutou rasteiro para defesa de Gatito. O Botafogo, no entanto, também não deixou de ameaçar. Luiz Fernando aproveitou a sobra dentro da área, finalizou, mas parou em Jefferson.

O jogo acabou caindo de produção. A falta de ritmo estava evidente nos jogadores do Botafogo, o que fez com que o Bangu dominasse a parte final. E sobrou para Gatito, que evitou o gol adversário ao segurar o chute rasteiro de Jairinho.

A pressão do Bangu acabou não dando resultado. O Botafogo se defendeu como pôde e viu ainda a cobrança de falta de Felipe Adão passar por cima do gol de Gatito, na última boa chance do time visitante. Antes do apito final, o time ainda perdeu Gilson, expulso por reclamação, após receber o vermelho por ter deixado o braço em Kelvin.

Na próxima rodada, o Botafogo fará o clássico contra o Flamengo no sábado, às 17h, no Engenhão. No mesmo dia, às 16h30, o Bangu enfrenta o Boavista, em Moça Bonita.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 0 BANGU

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Wenderson (Leandro Carvalho), Alex Santana (Gustavo Bochecha) e Luiz Fernando; Erik, Aguirre e Rodrigo Pimpão (Zé Gatinha). Técnico: Zé Ricardo.

BANGU - Jefferson Paulino; Kelvin, Michel, Anderson Penna e Dieysn; Josiel, Serginho (Felipe Adão), Marcos Júnior e Robinho (Jairinho); Anderson Lessa e Pingo (Yaya Banhoro). Técnico: Alfredo Sampaio.

ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhães de Miranda

CARTÕES AMARELOS - Marcelo Benevenuto, Gustavo Bochecha, Leandro Carvalho e Aguirre (Botafogo); Josiel (Bangu)

CARTÃO VERMELHO - Gilson (Botafogo)

RENDA - R$ 74.466,00.

PÚBLICO - 2.449 pagantes

LOCAL - Engenhão, no Rio.

Confira a tabela e os resultados da 2ª rodada do Campeonato Carioca:

Macaque in the trees
Tabela do Carioca - 2ª rodada (Foto: Tabela do Carioca - 2ª rodada)