Jornal do Brasil

Esportes

Cielo avança às semifinais dos 50m livre em 15º no Mundial de Piscina Curta

Jornal do Brasil

Sem conseguir garantir nadadores na briga por medalhas nesta quinta-feira no Mundial de Natação em Piscina Curta (25 metros), que está sendo realizado em Hangzhou, na China, o Brasil obteve classificações às semifinais como melhores desempenhos no terceiro dia das eliminatórias do evento. O principal destaque foi Guilherme Guido, o mais rápido das baterias iniciais dos 50 metros costas. E Cesar Cielo também avançou às semifinais dos 50m livre, ainda que apenas na 15ª posição.

Cielo marcou o tempo de 21s39. Assim, mesmo que tenha se classificado, ficou distante dos primeiros colocados das eliminatórias, com destaque para o norte-americano Caeleb Dressel, o mais rápido, com 20s62. Já o também brasileiro Matheus Santana fez apenas o 26º tempo, com 21s71, e não conseguiu vaga nas semifinais.

Guido brilhou nas eliminatórias dos 50m costas ao se classificar às semifinais com o melhor tempo. O brasileiro cravou o tempo de 23s00, superando o irlandês Shane Ryan em apenas 0s03. Guilherme Basseto também se garantiu nas semifinais, na 11ª posição, com a marca de 23s46.

Também nesta quinta-feira, Daiene Dias se garantiu nas semifinais dos 50m borboleta ao marcar 26s06, fazendo o 13º melhor tempo das eliminatórias, que foram lideradas pela holandesa Ranomi Kromowidjojo, que completou a prova em 25s32.

O Brasil também conseguiu colocar dois nadadores nas semifinais dos 100m medley: Caio Pumputis, que foi o sexto mais rápido, com 52s31, e Diego Prado, na 14ª colocação, com 53s50. O norte-americano Michael Andrew liderou as eliminatórias ao cravar 51s50.

Na disputa dos 200m peito, porém, Pumputis não conquistou vaga na final, pois fez apenas o 14º tempo das eliminatórias, com 2min05s00, sendo 1s12 mais lento do que o último classificado.

Já na disputa do revezamento 4x50 metros medley misto, o Brasil decepcionou e não obteve a vaga na final. O quarteto composto por Etiene Medeiros, João Gomes Junior, Nicholas Santos e Larissa Oliveira ficou na nona posição nas eliminatórias, com o tempo de 1min39s24, a 1s91 do último time classificado para a disputa de medalha. E a melhor marca das séries iniciais foi dos norte-americanos, com 1min37s33.