Aliviado, João Paulo já mira 2019

Foram apenas 22 minutos em campo (sem os acréscimos), mas que valeram por uma vida inteira. Oito meses após quebrar a perna direita num lance com Rildo, do Vasco, João Paulo voltou a jogar pelo Botafogo, na última segunda-feira, na vitória (2 a 1), sobre o Paraná, partida que marcou a despedida do goleiro Jefferson.

“Precisava sentir essa adrenalina outra vez. Vou agora ficar 30 dias de férias, mas com a cabeça tranquila. Vou manter uma rotina de treinos nessas férias. Já pensando que 2019 será um bom ano”, disse ontem o jogador, que agora espera outra chance de jogar, sábado, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Nos 22 minutos em que esteve em campo, João Paulo fez o que sabe: correu, marcou e quase fez gol, cobrando falta. “No treino no dia anterior, eu bati cinco faltas e fiz quatro gols. Na preleção, o Zé Ricardo me colocou como o segundo batedor. Na hora da falta, o Valencia já tinha saído e bati. Tentei tirar mais da barreira e acabou saindo”, explicou.