Jornal do Brasil

Esportes

Gestores do Mineirão oferecem estádio para receber final da Libertadores

Jornal do Brasil

A administradora do estádio do Mineirão enviou um ofício à Conmebol se oferecendo para sediar a segunda partida da final da Copa Libertadores, entre River Plate e Boca Juniors. Os clubes argentinos teriam de arcar apenas com os custos operacionais do estádio, sem precisar pagar aluguel.

A Conmebol tomará uma decisão sobre local, data e horário da partida em reunião marcada para esta terça-feira na sede da entidade, em Luque, no Paraguai, com a presença dos presidentes dos dois finalistas.

A arena de Belo Horizonte se colocou como alternativa para sediar o decisivo jogo após o ônibus do Boca ser atacado por torcedores do River no último sábado. As janelas do veículo foram quebradas e estilhaços de vidro causaram lesões nos olhos do volante Pablo Pérez, capitão do Boca, e do jovem Gonzalo Lamardo.

Ambos tiveram de ir para o hospital após o ataque. Com isso, após horas de impasse, os presidentes dos dois clubes pediram pelo adiamento da final e a Conmebol aceitou. O jogo foi adiado para o domingo, data em que também não foi disputado o duelo. A data será definida nesta terça.

Agora permanece a dúvida sobre se a final será disputada no Monumental de Núñez, em outro estádio argentino ou sul-americano, e se terá presença da torcida. Também há poucas datas disponíveis para o jogo. No final de semana, a cidade de Buenos Aires vai receber a importante conferência do G-20, com a presença de líderes mundiais como o norte-americano Donald Trump e a alemã Angela Merkel, o que irá mobilizar a maior parte do efetivo policial e impede a realização de outro evento de grande porte na capital argentina. Além disso, o futuro campeão da Libertadores terá pouco tempo para se preparar para o Mundial de Clubes da Fifa, que terá início em 12 de dezembro.

Além do Mineirão, a cidade de Gênova, na Itália, se ofereceu para sediar a partida. Segundo o jornal argentino Olé, Miami, nos Estados Unidos, e Mendoza, na Argentina, são outras opções. Também foi cogitada a realização da partida em Abu Dabi, que receberá o Mundial de Clubes neste ano, o que facilitaria a logística para o time vencedor da Libertadores.

O Mineirão já recebeu quatro partidas da final da Libertadores: o Cruzeiro jogou lá as decisões de 1976, 1997 e 2009, e o Atlético-MG, a de 2013. O estádio também foi palco de jogos da Copa do Mundo de 2014.