Jornal do Brasil

Esportes

Após tumulto, início da final entre Boca e River é adiado para às 20h20

Ônibus do Boca foi apedrejado e capitão Pablo Pérez se feriu

Jornal do Brasil

O ônibus que levava o time do Boca Juniors para a final da Libertadores deste sábado foi atacado por torcedores do River Plate, que utilizaram pedras e gases para agredir o rival. Segundo imagens de televisão, o veículo entrou no palco da decisão com vários vidros laterais quebrados. Os jogadores do Boca, aos descerem do ônibus, tossiam e estavam com lágrimas nos olhos por conta do efeito dos gases. O capitão Pablo Pérez se feriu nos olhos com estilhaços de vidro. Com a confusão, o horário de início da partida, que era as 18 horas (de Brasília), passou para às 20h20.

O deslocamento do elenco foi feito com forte custódia policial desde o exclusivo setor de Puerto Madero, no centro de Buenos Aires, até o bairro de Belgrano no norte da cidade, onde está localizado o estádio Monumental.

Veja imagem publicada no Twitter:

Nos arredores do Monumental

Uma torcedora do River Plate não identificada foi flagrada prendendo, na cintura de uma criança, sinalizadores antes de entrar no estádio. Acreditando não haver revista no menor, mulher tenta passar com os artefatos, que são proibidos

Em sua conta no Twitter, o Olé publicou o vídeo: