Jornal do Brasil

Esportes

Judô do Brasil conquista dois bronzes e fecha Grand Prix com três medalhas

Jornal do Brasil

O judô brasileiro conquistou mais duas medalhas no último dia de disputa do Grand Prix de Haia, na Holanda. Neste domingo, Samanta Soares (78kg) e Leonardo Gonçalves (100kg) fizeram bonito e conquistaram o bronze. Eles se juntaram a Eleudis Valentim que havia ficado com a prata na última sexta-feira (16).

Única representante feminina do Brasil no último dia de disputas, Samanta Soares venceu três das quatro lutas que disputou. A primeira foi diante da espanhola Laila Talarn, no golden score. Na segunda luta, ela derrotou a holandesa Karen Stevenson.

Na semifinal, porém, Samanta não foi páreo para a francesa Sama Hawa Camara e acabou derrotada por um ippon. Ela foi, então, para a repescagem, e aí garantiu a medalha de bronze ao derrotar a chinesa Ma Zhenzhao, graças às três punições aplicadas à adversária.

A outra medalha de bronze veio com Leonardo Gonçalves, que precisou de cinco combates para garanti-la. Por ippon, o brasileiro venceu seus três primeiros desafios, contra o russo Niiaz Bilalov, o norte-americano L.A. Smith III e o georgiano Varlam Liparteliani.

Na semifinal, o desafio era contra o bielo-russo Mikita Sviryd, mas Leonardo não resistiu, acabou sofrendo um wazari e foi eliminado. Na repescagem, o confronto foi com o compatriota Rafael Buzacarini e a vitória veio também através de um wazari.

Os outros dois brasileiros que foram ao tatame neste domingo não tiveram o mesmo sucesso e ficaram longe da disputa por medalhas na categoria até 90kg. Rafael Macedo caiu na estreia para o eslovaco Peter Zilka, por um ippon, enquanto Eduardo Bettoni perdeu na segunda luta, para o checo David Klammert, também por ippon.