Isner erra muito e Djokovic atropela em estreia no ATP Finals

Em grande fase neste fim de temporada, o sérvio Novak Djokovic aproveitou os erros do norte-americano John Isner para vencer com facilidade em sua estreia no ATP Finals, nesta segunda-feira. O número 1 do mundo precisou de apenas 1h13min para superar o rival pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3.

Com o contundente triunfo, Djokovic despontou na liderança do Grupo Guga Kuerten da competição que encerra a temporada ao reunir os oito melhores tenistas do ano, em Londres, na quadra dura e coberta da Arena O2. No outro jogo do dia, na chave, o alemão Alexander Zverev superou o croata Marin Cilic também por 2 a 0, em dois tie-breaks.

Garantido no topo até o fim do ano, Djokovic contou com uma torcida especial nesta segunda. Nas arquibancadas estava Cristiano Ronaldo, atacante da Juventus, ao lado da namorada e do filho.

O jogador de futebol pôde assistir a uma grande exibição do sérvio. Cada vez mais confiante, pelos resultados recentes, Djokovic não se intimidou com os 13 aces do norte-americano - anotou apenas sete. E soube tirar vantagem dos 26 erros não forçados do rival, contra apenas seis do favorito.

Assim, o sérvio não precisou fazer grande esforço para vencer o jogo. Obteve três quebras de saque, duas na segunda parcial, e não teve o serviço ameaçado em nenhum momento da partida. Somente no primeiro set enfrentou certa resistência do adversário, atual número dez do mundo.

Em busca o sexto título no ATP Finals, Djokovic enfrentará na sequencia, em sua chave, o alemão Alexander Zverev. No retrospecto direto, cada tenista tem uma vitória. O jogo está marcado para quarta-feira.