França sofre com 'avalanche' de lesões e Didier Deschamps perde 4 jogadores

Atual campeã do mundo, a seleção da França está sofrendo com uma "avalanche" de lesões em sua lista de convocados para a partida contra a Holanda, nesta sexta-feira, em Amsterdã, pela Liga das Nações, e para o amistoso contra o Uruguai, na terça seguinte, no Stade de France, em Saint-Dennis (nos arredores de Paris). Nada menos do que quatro jogadores se machucaram neste final de semana e tiveram que ser cortados nesta segunda pelo técnico Didier Deschamps.

O caso mais insólito aconteceu com o centroavante Alexandre Lacazette. Na manhã desta segunda-feira, o jogador do Arsenal foi convocado para o lugar de Anthony Martial, do Manchester United, que sofreu uma lesão muscular no adutor no clássico contra o Manchester City no dia anterior. O problema é que Lacazette também se machucou pelo seu clube e teve de ser descartado.

Para o seu lugar foi convocado o atacante Alassane Plea, do Borussia Mönchengladbach, que fará a sua estreia na seleção da França. Com 25 anos, ele é o segundo maior artilheiro da atual edição do Campeonato Alemão, com oito gols, e se destacou na temporada passada pelo Nice com 16 gols no Campeonato Francês.

Além de Lacazette e Martial, Deschamps teve que cortar o meia Paul Pogba, do Manchester United, por causa de uma lesão muscular na coxa esquerda, e o defensor Benjamin Mendy, do Manchester City, com dores no joelho esquerdo. O meia Moussa Sissoko, do Tottenham, e o zagueiro Ferland Mendy, do Lyon, respectivamente, foram convocados para os seus lugares.