Jornal do Brasil

Esportes

Projeto de 'Superliga' europeia segue vivo, segundo Football Leaks

Jornal do Brasil

O projeto de criar uma "Superliga" privada, que reuniria alguns dos principais clubes europeus, segue vivo segundo documentos publicados neste sábado por um coletivo de veículos de comunicação, unidos pelas revelações do "Football Leaks".

Os jornalistas desta investigação se apoiam em um e-mail enviado "na noite do dia 22 de outubro de 2018 ao assistente de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, e seus adjuntos".

Este documento seria "um acordo preliminar" de 13 páginas destinado a criar uma Superliga Europeia a partir de 2021, com duração prevista de 20 anos.

A competição reuniria 16 times, "11 fundadores: Bayern de Munique, Real Madrid, Barcelona, Juventus, PSG, Milan, Manchester United, Manchester City, Chelsea, Liverpool e Arsenal".

"Por outro lado, cinco convidados iniciais: Atlético de Madrid, Roma, Inter de Milão, Borussia Dortmund e Olympique de Marselha", acrescenta.

O acordo estipularia que a competição seria gestionada por uma empresa espanhola, controlada e exclusivamente pelos "fundadores". O documento indicaria "que a assinatura dos 16 clubes está prevista para novembro de 2018".

"Mas se ignora onde está o projeto. Trata-se de uma simples proposta procedente de investidores? O clube madrilenho já falou da nova Superliga com outros clubes que estão no documentos?", questionam-se os jornalistas da Football Leaks.

A ideia de uma competição de clubes europeus à margem da atual Liga dos Campeões da Uefa reaparece frequentemente na imprensa.

"Estou irritado com esse artigo (publicado na Alemanha pelo jornal Der Spiegel). Sabe-se desde muito tempo que vários clubes europeus tinham um pedido para uma Superliga. O fato é que nenhum clube europeu voltou a falar sobre esse tema", garantiu à Sky Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern de Munique e que também dirige a Associação Europeia de Clubes (ECA).

"Nós somos totalmente fiéis a nossa afiliação à Bundesliga e às competições da Uefa. Nunca colocamos isso em questão", garante Rummenigge.

O diretor executivo do Borussia Dortmund, Hans-Joachim Watzke, também mostrou posição similar. "Clubes como Real Madrid ou Barcelona estão muito mais envolvidos do que nós" na ideia de uma Superliga, destacou.

 

pgr/dmk/dr/fa

 

 



Recomendadas para você