Jornal do Brasil

Esportes

Grêmio vence River em Buenos Aires e se aproxima da final da Libertadores

Jornal do Brasil

O Grêmio, atual campeão continental, deu um enorme passo rumo à mais uma final da Copa Libertadores ao vencer por 1 a 0 o River Plate em Buenos Aires, nesta terça-feira no jogo de ida das semifinais da competição.

Michel, de cabeça aos 17 minutos do segundo tempo, anotou o gol da vitória gremista, fundamental para o objetivo do clube de defender o título conquistado no ano passado. A partida de volta será em 30 de outubro em Porto Alegre e um empate dá a classificação ao Grêmio.

Macaque in the trees
Michel fez o gol da vitória do Grêmio em cima do River Plate (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

O vencedor deste confronto enfrentará na final o ganhador do outro duelo das semifinais, também entre um clube brasileiro e outro argentino, Palmeiras e Boca Juniors, que jogam a partida de ida nesta quarta-feira em Buenos Aires.

Com Everton e Luan -os dois principais jogadores ofensivos do time- machucados, o técnico Renato Portaluppi precisou improvisar na escalação da equipe, optando por um time mais defensivo, com a entrada surpresa de Michel no meio de campo.

As mudanças enfraqueceram a tradicional agressividade do Grêmio e seu jogo de toque de bola, mas a equipe em campo soube se defender muito bem, segurando com maestria os ímpetos do River Plate.

Assim, o Tricolor gaúcho jogou de igual para igual com o gigante argentino em pleno Monumental de Buenos Aires, criando até a melhor chance de gol da primeira meia-hora de jogo com Cícero, em forte chute de fora da área que o goleiro Armani defendeu.

Nos minutos finais da primeira etapa, o River até assustou o gol gremista, mas esbarrou em mais uma ótima atuação de Marcelo Grohe, que foi buscar boas finalizações de Palacios e Martínez.

Na volta do intervalo, o papo no vestiário com Renato deu frutos e o Grêmio cresceu no jogo. Trocando passes com mais qualidade e tranquilidade, o time gaúcho foi dominando a partida e se impondo sobre o adversário, apesar do ambiente de caldeirão protagonizado pela torcida argentina.

Não demorou para o crescimento do Grêmio ser brindado com um gol.

Aos 17 minutos, Michel, o substituto improvável de Luan na escalação titular do Grêmio, subiu mais alto que a zaga do River e mandou de cabeça para as redes uma cobrança de escanteio de Alisson.

O gol pareceu mexer com o River, que se abateu em campo e demorou para armar uma jogada de ataque. Mesmo assim, quando aparecia na área Tricolor, sofria com a ótima marcação dos pilares da zaga de Renato, Geromel e Kannemann.

No fim, Marcelo Grohe segurou o último suspiro argentino, uma cobrança de falta colocada de Quintana já nos acréscimos de jogo, garantindo uma imensa vantagem de um gol para o jogo de volta, na semana que vem em Porto Alegre.

am



Recomendadas para você