Jornal do Brasil

Esportes

Clube australiano de futebol oferece contrato profissional a Bolt

Jornal do Brasil

A lenda do atletismo Usain Bolt recebeu uma proposta profissional do Central Costa Mariners, clube australiano de futebol com o qual o ex-velocista jamaicano treina desde agosto, mas com um salário inferior ao inicialmente negociado, afirmou a imprensa local.

"Posso confirmar que Usain Bolt recebeu uma proposta de contrato do Central Coast Mariners", informou à BBC Ricky Simms, empresário do jamaicano.

Bolt, de 32 anos e oito vezes campeão olímpico, vem apostando todas as fichas numa transição inédita de velocista para jogador de futebol profissional. Após treinar com clubes da Alemanha, da África do Sul e da Noruega, o homem mais rápido do mundo parece ter encontrado seu lugar em Gosford, perto de Sydney.

Com o número 95 nas costas, uma referência a seu recorde mundial nos 100 metros (9.58 segundos), Bolt anotou dois gols em sua primeira partida como titular, em 12 de outubro.

Segundo o jornal Daily Telegraph, o presidente dos Mariners, Mike Charlesworth, teria apresentado uma proposta inicial de 920.000 euros -aos quais se somariam as contribuições da Federação Australiana (cerca de 460.000 euros) e de patrocinadores-, mas, no fim, o valor será bastante inferior.

O técnico Mike Mulvey declarou no domingo, após empatar em 1 a 1 com o Brisbane Roar pela primeira rodada do Campeonato Australiano, que não tinha novas informações sobre um possível contrato a Bolt.

"Podemos olhar para nosso ataque hoje e nos perguntar se ele (Bolt) pode ter um lugar", declarou.

"Compreendo que esta história é importante para todos, mas vocês me falam apenas de rumores. Não sei do que estão conversando, essa é a verdade", completou.

Para o ataque, os Mariners também contam com Tommy Oar, jogador da seleção australiana, e o escocês Ross McComarck, emprestado pelo Aston Villa.

 

mp/grk/am

 



Recomendadas para você