Australiano segue na luta com Medina

Divulgação
Credit...Divulgação

Hoje é dia de os brasileiros “secarem” Julian Wilson. Ontem, o surfista australiano teve muitas dificuldades para passar às quartas de final, mas conseguiu. Se vencer sua bateria hoje e chegar às semifinais, Gabriel Medina não terá mais possibilidade de conquistar antecipadamente o bicampeonato mundial, mesmo que vença a etapa de Peniche, em Portugal, a penúltima da temporada.

Julian Wilson ficou em segundo ontem em sua bateria no quarto round, atrás do compatriota Owen Wright. Hoje, o rival de Gabriel enfrenta o francês Joan Duru, que eliminou o brasileiro Filipe Toledo na terceira fase. Esse resultado ajudou Medina, já que, se Filipinho chegasse às quartas de final, não haveria possibilidade de Gabriel Medina conquistar o título antes da última etapa, em Pipeline, no Havaí.

“Tem a possibilidade de eu ganhar já aqui em Portugal, mas estou concentrado em fazer o máximo de pontos possíveis para chegar no Havaí e não precisar de tanto trabalho. Mas sei que vai ser difícil. O Julian está surfando bem, ele surfa bem esse tipo de onda. Vai ser o que tiver que ser”, afirmou Medina.

O líder do circuito tem a seu lado na briga pelo título o amigo Neymar. De folga no PSG, o craque chegou quinta-feira a Peniche e vai ficar até o fim da etapa. Ontem, Neymar ganhou de presente uma prancha do brasileiro Italo Ferreira.

“A gente tenta sempre fazer nosso melhor e representar bem o nosso país. É muito bom ter o Neymar por perto. É sem dúvida uma motivação a mais”, vibrou Gabriel Medina.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais