Movimento #MeToo encorajou suposta vítima de CR7 a falar

O movimento #MeToo encorajou a falar a mulher que assegura ter sido estuprada pelo astro português do futebol Cristiano Ronaldo em 2009 nos Estados Unidos.

"O movimento MeToo e as mulheres que se colocaram de pé e revelaram agressões sexuais deram a Kathryn (Mayorga) muita coragem e lhe permitiu apresentar essa denúncia civil", disse o seu advogado, Leslie Stovall, em entrevista coletiva em Las Vegas.

 

lb-ia-jt/lda/cb