Jornal do Brasil

Esportes

Vasco tem que vencer o Paraná

Jornal do Brasil

O momento não poderia ser mais delicado no Vasco. Ainda em ebulição política, após a anulação da eleição que botou o presidente Alexandre Campello no poder, o time de São Januário, em 16º lugar na tabela, terá um perigoso duelo com o lanterna Paraná, hoje, às 20, em Curitiba. Uma vitória será fundamental na batalha para fugir da degola já que o Vasco voltou à zona do rebaixamento com a vitória do Ceará sobre a Chapecoense por 3 a 1.
No momento em que o time precisava ter concentração total e o apoio incondicional de sua diretoria nos 12 jogos que decidirão seu futuro, o questionamento da capacidade administrativa do clube surge como um problema a mais.

Maxi López volta ao time
O atacante argentino Maxi López, que estava suspenso e ficou fora da partida contra o Santos, volta ao time, para formar o ataque com o Ríos. O técnico Alberto Valentim, no entanto, não poderá contar com Fabrício e Andrey, ambos suspensos.
“Tenho de pensar muito bem para esse jogo contra o Paraná. Perdi um jogador que foi bem contra o Santos, que é o Andrey. Precisamos avaliar a questão médica e as melhores opções para montar o time. Tudo feito com a maior tranquilidade possível”, disse o técnico Alberto Valentin, que não confirmou a escalação da equipe para o jogo de logo mais.
O técnico do Paraná, Claudinei Oliveira, também tem muitos problemas para montar seu time. Ele não deve contar com os meias Nadson e Maicosuel, ambos machucados. Além disso, a zaga deverá ser escalada com Cleber Reis e Jesiel, já que Rayan e René Santos estão suspensos pelo cartão terceiro amarelo.
Paraná: Richard; Wesley Dias; Cleber Reis, Jesiel e Mansur; Leandro Vilela, Alex Santana, Caio Henrique (Jhony) e Nadson (Deivid); Silvinho e Ortigoza. Vasco: Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Cástan e Ramon; William Maranhão, Bruno Consedey, Giovanni Augusto e Galhardo; Andrés Rios e Maxi Lopez. Juiz: Flávio Rodrigues de Sousa (SP)



Tags: futebol

Recomendadas para você