Jornal do Brasil

Esportes

Flu espera casa cheia na quinta-feira

Jornal do Brasil

Perder para o Grêmio, jogando no Rio, no último lance do jogo, foi tão irritante quanto ter sido chamado de burro pela torcida. O técnico Marcelo Oliveira admitiu que o Fluminense não fez uma boa partida, mas a derrota doeu ainda mais pela maneira como aconteceu.
A ordem agora é virar a página para focar somente no duelo contra o Deportivo Cuenca, quinta-feira, no Nilton Santos, pelas oitavas da Copa Sul-Americana. No jogo de ida, vitória por 2 a 0 no Equador. Mas o treinador tricolor ainda não engoliu a derrota de sábado.
“Foi muito amargo da forma que aconteceu. O Grêmio até teve mais oportunidades, embora tivemos algumas muito boas também. Às vezes, quando não se consegue ganhar, um ponto já é importante. Mas infelizmente, em uma bola pouco provável, levamos o gol. Temos que nos indignar, sofrer um pouquinho, mas aprender também, voltar com tudo e não perder a confiança para quinta-feira”, lamentou Marcelo Oliveira.
Mais de 25 mil ingressos já foram vendidos para o jogo contra o Deportivo Cuenca. O histórico total do Tricolor no estádio Nilton Santos é positivo: 103 jogos, 47 vitórias, 31 empates e 25 derrotas. A diretoria espera que a torcida lote o estádio. Para o volante Dodi, jogar no Rio com casa cheia será fundamental.
“Temos que trabalhar e erguer a cabeça porque quinta-feira temos uma decisão. A gente tentou a vitória contra o Grêmio, mas levamos um gol besta. Mas na quinta-feira tudo vai ser diferente. Tenho certeza”, aposta o volante Dodi.



Tags: futebol

Recomendadas para você