Jornal do Brasil

Esportes

Lewis vence nos boxes

Jornal do Brasil

A oitava vitória de Lewis Hamilton na temporada, ontem, no GP da Rússia de F-1, não foi conquistada na pista do circuito de Sochi, e sim nos boxes da Mercedes. Uma ordem do chefe da equipe, Toto Wolff, na 25ª volta, ordenando que Valtteri Bottas deixasse o piloto inglês passar acabou sendo decisiva para que o líder do campeonato recebesse a bandeirada em primeiro e abrisse 50 pontos de vantagem sobre o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que chegou em terceiro. Faltando cinco provas para o fim da temporada, Lewis tem 306 pontos, contra 256 de Vettel.

“É um dia bem difícil, porque o Valtteri fez um trabalho incrível durante todo o fim de semana e foi um verdadeiro cavalheiro por me deixar passar. Ele não luta pelo campeonato, mas eu entendo o quão difícil foi para ele, que merecia a vitória”, disse um constrangido Lewis Hamilton após a prova.

Macaque in the trees
Sem graça, Lewis Hamilton tenta consolar o companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

O inglês estava tão sem graça, que pediu ao companheiro Bottas que dividisse com ele o lugar mais alto do pódio. O finlandês aceitou, mas se recusou a trocar o troféu de segundo lugar pelo do primeiro, como sugeriu Hamilton. “Para o time é sempre melhor que Lewis vença, essa é a verdade. Não é o ideal para mim como atleta ou pessoa, mas é um fato. Hoje eu fiz pelo time e estou pronto para fazer novamente. Mas também estou ansioso para começar um novo ano, porque essa era para eu ter vencido”, resignou-se Bottas.

Toto Wolff admitiu que sua ordem interferiu na disputa esportiva, mas disse que tinha que pensar primeiro na equipe.

“Deveríamos estar vibrando com uma dobradinha, mas o fato é que prejudicamos a Valtteri. A vitória era dele”, afirmou

A próxima, Grande Prêmio do Japão, etapa será corrida no ´domingo que vem, no circuito de Suzuki.

Classificação final GP da Rússia: 1. Hamilton/Mercedes - 1h27m25s.181, 2. Bottas/Mercedes - a 2.554s, 3. Vettel/Ferrari - a 7.487s, 4. Raikkonen/Ferrari - a 16.543s, 5. Verstappen/Red Bull - a 31.016s, 6. Riccirado/Red Bull - a 80.541s, 7. Leclerc/Sauber - a 98.390s, 8. Magnussen/Haas - a 1 volta; 9. Ocon/Racing Point - a 1 volta, 10. Perez/Racing Point - a 1 volta



Tags: F-1

Recomendadas para você