Jornal do Brasil

Esportes

Botafogo agora só pensa no Vitória

Jornal do Brasil

O objetivo de se manter vivo na Sul-Americana foi alcançado no primeiro jogo das oitavas de final, contra o Bahia. Mesmo poupando seis jogadores, o Botafogo perdeu por apenas 2 a 1 e agora precisa de uma vitória de 1 a 0 para passar às quartas, na partidas de volta. O mais aliviado com o que aconteceu quinta-feira na Fonte Nova era o técnico Zé Ricardo, responsável pela decisão de não escalar mais de meio time titular.
“Se tivéssemos tomado de três ou quatro, estaríamos sendo crucificados. E se tivéssemos vencido, estariam enaltecendo a estratégia. Independentemente do resultado, importante é a convicção no que você faz”, afirmou o treinador.
A preocupação agora é o Vitória, próximo adversário no Brasileiro. Como a partida será no Barradão, a comissão técnica preferiu ficar em Salvador. Ontem o treino foi no local da partida de amanhã. E com os portões fechados, a pedido do clube baiano. Os dois times estão com 29 pontos, mas o Vitória tem um triunfo a mais do que o Botafogo.
Além da torcida, o time baiano tem a vantagem de ter tido a semana livre para treinar. “É um grande desafio, o Vitória não jogou no meio de semana e, teoricamente, levará vantagem na parte física. Mas com certeza vamos ser consistentes”, disse o técnico alvinegro, que tem apenas três vitórias à frente do Botafogo.
Apesar dos contratempos, Zé Ricardo segue otimista quanto ao futuro do Botafogo. “Nosso planejamento não é para um jogo ou dois, mas para o ano. A gente precisa ser forte em todas as competições”, concluiu.



Recomendadas para você