Jornal do Brasil

Esportes

Recorde de transações no futebol europeu

Jornal do Brasil

O valor total das transações na última janela de transferências dos cinco principais campeonatos da Europa alcançou novo recorde de US$ 4,21 bilhões de dólares, apontou ontem um estudo da Fifa. A quantia total investida nas ligas de Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França teve aumento de 6.6% em 2018, superando os US$ 3,95 bilhões do ano passado. Em 2016, o montante foi de US$ 2,79 bilhões.

A Itália teve aumento de 74,7% e a Espanha ampliou o investimento em 42,2%. Já a Premier League foi a que mais gastou, com US$ 1,14 bilhão.

Macaque in the trees
Richarlison com a camisa da seleção. Atacante brasileiro trocou o Watford pelo Everton (Foto: Lucas Figueiredo/CBFx)

O valor global de transações em todo mundo alcançou US$ 5,44 bilhões entre o dias 1º de junho e 1º de setembro de 2018. No período, 182 das 211 federações que formam a Fifa estavam com a janela de transferências aberta. Os resultados procedem do Sistema Internacional de Transferências (ITMS) da Fifa.

A maior transação foi a do francês Mbappé, que agora é oficialmente jogador do PSG. Ele foi emprestado na temporada passada porque o clube de Paris já tinha estourado o fair play financeiro com a contratação de Neymar por 200 milhões de euros, a transação mais cara da história. Pelo menos oficialmente, o PSG pagou agora 174 milhões de euros pelo atacante.

Richarlison impressiona Tite

A ida de Cristiano Ronaldo para a Juventus, que pagou 100 milhões de euros para tirar o português do Real Madrid, foi a contratação mais cara da temporada.

O brasileiro Richalison, que caiu nas graças de Tite após marcar dois gols na goleada de 5 a 0 sobre El Salvador, na terça-feira, custou R$ 225 milhões aos cofres do Everton. O treinador da seleção brasileira está encantado com o ex-atacante do Fluminense. “‘Richarlison não olha para o lado, olha pra frente sempre, tem infiltração”, elogiou o técnico.



Recomendadas para você