Jornal do Brasil

Esportes

Presidente do Flamengo revela que Juan decidirá o seu futuro após grave lesão

Jornal do Brasil

O futuro do zagueiro Juan no Flamengo será decidido por ele mesmo. Quem garante isso é o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Melo, que assegurou ao veterano defensor, de 39 anos, a opção de seguir ou não na equipe após a recuperação de uma lesão no tendão de Aquiles sofrida no treinamento da última sexta-feira, que deverá fazer com que fique afastado dos gramados pelo período de seis a oito meses.

"É extremamente pesaroso enfrentar essa situação do Juan, nosso jogador mais emblemático e que está passando por esse sofrimento. Sofrimento este que se estende a todos os seus colegas, à diretoria e à torcida. Antes do doutor Márcio (Tannure) dar os detalhes, eu gostaria de dizer que o Flamengo está totalmente solidário e vai prestar todo o apoio nesse processo de recuperação", declarou o presidente logo após a vitória sobre a Chapecoense por 2 a 0, na noite de sábado, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Macaque in the trees
Jogadores homenagearam Juan, que pode definir seu futuro em breve (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

"Espero que ele possa voltar muito em breve. Tudo indica que não joga mais esse ano. Mas independentemente de quando ele volta, o Flamengo faz questão de prestar toda a solidariedade ao jogador. Com relação ao futuro, vai ser do jeito que ele quiser. Assim como o contrato dele, o meu também termina no final do ano. Mas tenho certeza de que o Flamengo terá continuidade do que tem feito nos últimos seis anos. Na próxima administração, tenho certeza de que o respeito ao Juan não sofrerá nenhum arranhão", completou Bandeira de Melo.

O médico do Flamengo falou em seguida e explicou a situação do jogador com mais detalhes, inclusive a previsão para sua volta aos treinos. "Ontem (sexta-feira), no fim do treinamento, Juan sofreu uma lesão no tendão de Aquiles. Ocorreu uma ruptura completa. Juan foi levado para fazer exames que confirmaram nosso diagnóstico inicial. Ele será operado segunda-feira de tarde. É uma lesão que tem prazo de retorno de seis a oito meses, então esse ano ele não joga mais. A gente espera que depois deste período ele possa estar de volta", explicou.

"Toda cirurgia tem seu índice de complicação. Nenhuma é um sinônimo de sucesso. Um dos riscos é uma sutura, que não feche direito e que rompa de novo. Mas não estamos pensando nisso agora. estamos pensando no sucesso. Acreditamos que a cirurgia será boa. Ele vai ficar em torno de seis a oito semanas com pé imobilizado, só depois colocaremos um pouco de carga. E depois de seis a oito meses ele poderá estar de volta, é o nosso prazo", finalizou Tannure.

TÉCNICO - De volta ao caminho das vitórias, o treinador Maurício Barbieri exaltou a atuação contra a Chapecoense. "Sem dúvidas, foi uma vitória muito importante. Vínhamos de resultados ruins, não fizemos partidas ruins, mas acabamos saindo com resultados ruins. Ä vitória de hoje (sábado) nos mantém na ponta da tabela", disse.

"A gente vinha de três jogos sem vencer no Brasileiro, no meio do caminho jogamos contra o Cruzeiro e vencemos. A conversa que a gente manteve com os jogadores era que tínhamos que continuar acreditando no que vínhamos fazendo. A gente precisava de mais atenção lá atrás e calma na frente para concluir bem as jogadas e marcar os gols. Terminamos o jogo de hoje sem sofrer gols. E equipe se comportou muito bem e vem em uma crescente", comentou o treinador rubro-negro.

O próximo compromisso do Flamengo será contra o Corinthians nesta quarta-feira, novamente no estádio do Maracanã, às 21h45, pela primeira partida da semifinal da Copa do Brasil.



Recomendadas para você