O genro que a mãe da bola pediu a Deus

S

e o Fluminense f or cam- peão br asileir o , e tem tu- do par a sê-lo , todas as loas de v em seguir par a dois destinos: Muric y Ramalho e Conca. O primeir o fez m uita coisa com o time, mas talv ez a principal delas não seja m uito citada na mídia. Até sua c he- gada, Conca er a um jo gador normal. Bom, mas normal. O moti v o está no númer o alto de cartões que le v a v a. Ou seja: er a obrigado também a mar- car . Com Muric y , Conca jo gou todas (r epito , todas) as parti- das do Fluminense, pois só to- mou um amar elo até aqui. Ou seja: no esquema de Muric y , Conca só cria, no máximo cer- ca o primeir o v olante do ad- ve rs á r i o. Não é mer a coincidência que o Br asil tenha só dois later ais (Maicon e Daniel Alv es) e um goleir o (Júlio César) indica- dos ao prêmio de melhor jo ga- dor do ano , e que três entr e os destaques do Br asileir o sejam ar gentinos (os meias Montillo , D’Alessandr o e Conca) – lem- br ando sempr e que P aulo Hen- rique Ganso f oi pr ejudicado pela contusão . Com f alta de ta- lento nos elencos, Roth, Cuca e Muric y deixam seus ‘pibes’ soltos, e quem ganha com isso é o fute bol. Mas Conca tem a f a v or a quantidade de jo gos, a r egu- laridade e os númer os – tem mais assistências do que os de- mais. É ou não um cr aque di- fer ente? J o ga todas, não se ma- c huca, não é suspenso , carim- ba a maioria das jo gadas ofen- si v as, f az gols, não é marr ento . É, em suma, o genr o que a mãe da bola pediu a Deus...

Cariocas irritam...

Flamengo , V asco e Botaf o go são os times que mais empa- tar am no Br asileir o até aqui. Cada um dos três já te v e 15. Ou seja, de 45 pontos disputados, jo gar am 30 no lixo . Se desses jo gos que empatar am ti v e s- sem per dido no v e e ganho os outr os seis, teriam melhor per- f ormance (18 pontos). Têm to- da r azão as suas tor cidas de es- tar em irritadas. O Fluminense é difer ente, tem 15 vitórias. P or isso está firme na briga pe- lo título br asileir o .

A per guntinha que não quer calar

F elipão v oltou a mostr ar seu lado tosco na entr e vista cole- ti v a de domingo , após per der do ri v al Corinthians. F alou pa- la vrões aos r epórter es e m an- dou-os con v e r sar com os mé- dicos sobr e fibr oses – depois pr oibiu o médico do clube de f alar . Há quem defenda que ele fez isso par a atr air o f oco da mídia par a si e blindar os jo- gador es. Mesmo que seja isso , a tática é equi v ocada. Quando , afinal, F elipão v ai apr ender que não é mais mac ho do que ninguém e que g r osserias fi- cam ainda mais feias em um senhor de idade?

Photocamera

LIVRE

– Com Muricy , Conca não é obrigado a mar car , liber dade que o leva a ter só um car tão amar elo