Onde come um, comem três

-->Dupla Fla-Flu teve tratamento vip no domingo-->A julgar pelo Fla-Flu de do - mingo , o Botaf o go f oi um bom anfitrião . As delegações de Flamengo e Fluminense f o - r am bem r ecepcionadas no estádio . Não f altou, nos que - sitos infr aestrutur a e como - didade, nada que compr ome - tesse as equipes antes, du - r ante e depois do clássico . T ecnicamente, o Botaf o go ofer eceu toda estrutur a par a os dois pr epar ador es físicos: sala de aquecimento com ar condi- cionado , banheir as térmicas e até flor es no v estiário na c h e- gada ao estádio . O tricolor con- tou ainda com a visita cor dial do pr esidente alvineg r o Mau- rício Assumpção . Min utos antes do jo go , As - sumpção le v ou uma tia, fã de Muric y Ramalho , ao v estiá - rio . Ela queria tir ar f oto com o tr einador e te v e o pedido atendido pelo sobrinho . O clube alvineg r o se pr eo - cupou também com o tr a ba - lho dos jornalistas. Sala par a entr e vistas limpas e com som em perfeito estado . A asses - soria alvineg r a separ ou ain - da ca bines de TV r efriger a - das par a os auxiliar es técni - cos das duas equipes.-->V ASCO: -->Fer nando Prass; Fagner , Dedé, Titi e Ramon; Nilton, Rafael Carioca, Fellipe Bastos (Carlos Alber to) e Felipe; Zé Rober to e Eder Luis. -->Técnico -->: Paulo César Gusmão. -->B O TA F O G O : -->Jef ferson; Antônio Carlos, Danny Morais e Fábio Fer r eira; Alessandr o, Leandr o Guer r eir o, Fahel, Renato Cajá (Her r era) e Somália; Maicosuel e Loco Abr eu. -->Técnico: -->Joel Santa. -->Local: -->Engenhão. -->Horário: -->21h. -->Arbitragem: -->Felipe Gomes da Silva (RJ), auxiliado Diber t Pedr osa Moises (RJ/Fifa) e Luiz a Muniz de Oliveira (RJ)-->Súmula-->DESPESA – Custo de manutenção do Engenhão é de apr oximadamente R$ 450 mil por mês-->Paulo Ricar do Mor eira-->Com o fec hamento do Mar acanã par a as obr as da Copa de 2014, o E ngenhão vir ou a no v a casa de Fla- mengo e Fluminense. Além dos jo gos do Botaf o- go , o estádio passou a r e - ce ber , a cada semana, pelo menos mais duas partidas nas quais rubr o-neg r os e tricolor es têm o m ando de campo . Em consequência, aumentar am as despesas com consumo de ener gia elétrica e água, limpeza e man utenção . No entanto , o vice-pr esidente de patri- mônio do alvineg r o , F r an- cisco F onseca, gar ante que o estádio não terá pr ejuí- z os e está pr epar ado par a atender a demanda: – O contr ato que fiz emos com Flamengo e Fluminen- se paga essa conta. O Botaf o go tem um gasto mensal de apr o ximadamen - te R$ 450 mil com o estádio . A pesar do aumento do nú - mer o de jo gos, não f or am contr atados no v os funcioná - rios par a o quadr o móv el. Até o fim do ano , o Engenhão de v e conta bilizar cer ca de 90 partidas. P ar a 2011, a pr e - visão é de 110 jo gos, incluin - do Campeonato Carioca, Br asileir o , Copa do Br asil e competições internacionais. – Não v ejo pr oblemas com esse acréscimo de jo gos. Ac ho até que o Engenhão pr opor ciona mais conf orto ao tor cedor do que o Ma - r acanã – diz F onseca. A maior pr eocupação do clube é com o g r amado . P ar a pr eser v ar o campo de jo go , estão suspensos tr einos e jo - gos pr eliminar es. No fim de 2009, a g r ama f oi tr ocada. Com a par ada do Br asileir o dur ante a Copa do Mundo , f oi feita man utenção no g r a - mado . Segundo F r ancisco F onseca, o tr a balho de v e ser concluído até o fim do ano . Com capacidade atual pa - r a 46 mil pessoas, o estádio v ai ganhar mais 15 mil lu - gar es em 2011, visando a r ealização da Olimpíada de 2016. Serão construídas ar - quibancadas superior es nas alas norte e sul. Hoje, às 21h, o Engenhão a br e os portões par a V asco x Botaf o go . Enquanto o alvi - neg r o pr ocur a a vitória par a se apr o ximar dos líder es do Br asileir o , o time cruzmal - tino tenta se r ea bilitar após a derr ota e per ca da in v en - cibilidade par a o Inter .-->Onde comecomemtrêsum,-->Vice de patrimônio do Botafogo garante que Engenhão terá manutenção adequada para r eceber jogos de Flamengo e Fluminense