Crivella e Freixo buscam alianças para segundo turno no Rio

Com a definição do segundo turno na eleição para prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSol) buscam alianças para a disputa final, dia 30 de outubro.

Em entrevista coletiva logo após a confirmação do segundo turno, Marcelo Crivella (PRB) afirmou que vai procurar alianças para segundo turno: "Política se faz com parcerias", disse.

O candidato afirmou ainda que não irá procurar apoio do PMDB, mas "não rejeita voto de nenhum eleitor". “Se os eleitores do Pedro Paulo virem no meu projeto boas coisas, isso dignifica e enobrece nossa campanha”, afirmou. 

Freixo comemorou a vitória nos Arcos da Lapa, onde acompanhou a apuração com seus eleitores. "Essa cidade é nossa. Nós derrotamos o PMDB em homenagem à democracia brasileira", declarou. E já disse que conta com o apoio de Jandira Feghali (PCdoB) para o segundo turno. O candidato descartou totalmente qualquer ligação com o PMDB. "Eu espero que o Crivella não queira o apoio do PMDB, mas se quiser, o problema passa a ser dele. Eu quero o apoio da sociedade", disse. 

A candidata do PCdoB Jandira Feghali, que ficou em sétimo lugar com 3,34% dos votos, já declarou seu apoio a Freixo no segundo turno.

>> Crivella: ponto positivo da eleição no Rio foi PMDB ficar fora do segundo turno

>> Chegamos no segundo turno para mudar a história do Rio, diz Marcelo Freixo

>> Rio: Marcelo Freixo e Marcelo Crivella estão no segundo turno