Véspera de eleição está tranquila no Acre

As eleições no Acre devem transcorrer de maneira tranquila. Com menos de 24 horas para o pleito, não há registros de apreensão de propaganda irregular e de transporte de eleitores sem autorização da Justiça. Houve apenas uma prisão por denúncia de compra de votos.

Segundo o Ministério Público do Acre (MPE-AC), um homem foi preso na sexta-feira (3), em Manoel Urbano, cidade localizada a 215 quilômetros (km) de Rio Branco, suspeito por crime eleitoral e crime contra a saúde pública. Com ele, a Polícia Civil apreendeu 100 caixas de medicamentos diversos e a quantia de R$ 5.204, além de um carro que transportava o material. De acordo com o órgão desde 1º de agosto ocorreram 226 denúncias, principalmente sobre propaganda irregular, mas que nas últimas 24 horas não houve registro neste sentido.

A legislação eleitoral determina que a propaganda sonora na rua poderá ser até as 22h de hoje (4), dia que antecede a eleição. São permitidos o uso de alto-falantes e carros de som, mas seguindo as restrições: pelo menos a 200 metros de distância de sedes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, hospitais e escolas em funcionamento.

Segundo o MP-AC, a boca de urna, a compra de votos, o transporte de eleitores sem autorização da Justiça e a propaganda, são alguns dos crimes mais comuns em dia de eleição. Também estão proibidos os comícios, as carreatas, passeatas e a entrega de “santinhos”. Entretanto, o eleitor tem o direito de manifestar sua opinião política, por meio do uso de camisa, adesivo, bottom e o porte de bandeira do candidato e do partido.

No estado, as denúncias de crimes eleitorais podem ser feitas por meio do Disk-Denúncia disponibilizado pelo MP-AC no número (68) 9931 1121, que também atende por WhatsApp, pelo formulário eletrônico disponível no site www.mpac.mp.br e pelo e-mail[email protected] Ao menos 200 servidores apuraram as denúncias em todo o estado. As informações são sigilosas.

Em todo o estado, 506.724 eleitores devem comparecer às urnas para escolher seus candidatos ao governo, Senado, além de deputados estaduais e federais. O maior colégio eleitoral do estado é a capital, Rio Branco, com 232.073 eleitores. Os 6.600 mesários vão trabalhar em 1.641 seções eleitorais, em todo o estado, incluindo 12 aldeias indígenas. O horário de votação começa às 8h e vai até às 17h, horário local, 19h em Brasília.