Dilma: denúncia de que Correios beneficia campanha é absurda

A presidente Dilma Rousseff chamou nesta quarta-feira de absurdo a informação de que teria se beneficiado de ajuda de trabalhadores dos Correios de Minas Gerais para chegar a 40% das intenções de voto no Estado. A afirmação foi feita pelo deputado estadual Durval Ângelo (PT-MG), em uma reunião com dirigentes da estatal. Questionada sobre a fala, Dilma respondeu: “vocês acreditam nisso?”.

“Vocês são jornalistas. Vocês acreditam nisso? Gente, estamos num momento eleitoral que fica uma situação um pouco nervosa. Isso é um absurdo”, limitou-se a dizer a petista, em entrevista coletiva no Palácio da Alvorada.

A afirmação do deputado estadual foi gravada em vídeo, divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo. Nas imagens, o petista aparece atribuindo a capilaridade da campanha de Fernando Pimentel, candidato do PT ao governo de Minas, e de Dilma “a essa equipe dos Correios”.

O candidato do PSDB, Aécio Neves, disse também nesta quarta-feira que os Correios boicotaram sua campanha no Estado. "É absolutamente grave, é estarrecedor o que nós estamos vendo. Depois das denúncias feitas por uma liderança do PT de que os Correios estavam privilegiando a campanha da candidata oficial, agora recebemos denúncias de que os Correios em Minas Gerais não cumpriram com sua responsabilidade. Cometeram um crime e não enviaram as correspondências de nossa campanha", disse o tucano.