Lacerda mantém o dobro da vantagem sobre Patrus em Belo Horizonte

O candidato do PSB que tenta a reeleição à prefeitura de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, tem 46% das intenções de voto da população da capital mineira, segundo pesquisa do Ibope divulgada na noite desta quinta-feira pela Globo. Em relação à pesquisa anterior, também feita pelo Ibope e divulgada no último dia 3 de agosto, Lacerda subiu três pontos percentuais antes os 43% que tinha.

O candidato do PT, Patrus Ananias, também subiu em relação à pesquisa anterior. O petista tinha 21% das intenções de voto no início do mês e agora tem 23%. Vanessa Portugal (PSTU) manteve no levantamento recente os 2% de intenções que tinha no dia 3. As intenções de voto para a candidata Maria da Consolação (PSOL) também se mantiveram estáveis em 1%.

Os candidatos Alfredo Flister (PHS), Pepê (PCO) e Tadeu Martins (PPL) somaram 1% cada nas duas pesquisas. Brancos e Nulos eram 15% no levantamento anterior e agora caíram para 13%. As pessoas que não sabiam ou não quiseram responder correspondem, hoje, a 15%, sendo que antes somavam 19%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número MG-00235/2012 no dia 11 de agosto. Foram entrevistadas 805 pessoas e a margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

2° turno e rejeição

A pesquisa divulgada nesta quinta-feira também mostra o possível cenário caso os dois principais candidatos disputem o segundo turno. Segundo o Ibope, Marcio Lacerda teria 48% e Patrus Ananias, 28%. Brancos e Nulos somariam 9%. Dos entrevistados, 14% não souberam ou não quiseram responder.

O Ibope perguntou também em quem o eleitor não votaria nas eleições deste ano. O candidato Pepê tem a maior rejeição entre o eleitorado belorizontino. Em índice que antes era 14%, agora é 13%.

Vanessa Portugal mantém os 13% de rejeição que apresentava na última pesquisa, mesmo percentual que antes tinha Marcio Lacerda. Agora, o atual prefeito passou para 19%. Patrus Ananias também subiu no índice, de 12% para 18%.

Maria da Consolação manteve os 7% de rejeição da pesquisa anterior. O candidato Tadeu Martins subiu de 6% para 8%, e Alfredo Flister saiu de 4% para 7%.