RS: DEM corta coligações com PT e PSD e quer 'pente fino' nacional 

O DEM do Rio Grande do Sul informou nesta segunda-feira o veto a qualquer coligação com os partidos PT e PSD, após uma reunião da diretoria municipal. "Somos um partido de oposição ao governo federal e do estadual aqui no Rio Grande do Sul", explicou o corregedor do partido no Rio Grande do Sul, Adão Paiani.

Segundo ele, em 100 municípios foram constatadas coligações irregulares. "É inadmissível que se façam acordos paroquiais que vão comprometer a ideologia do partido", disse ele que pretende levar o "pente fino" a nível nacional. "Nosso presidente regional e secretario geral do partido está indo a Brasília e certamente vai se reunir com a executiva nacional para falar do assunto e obter uma determinação para o País", afirmou.

Paiani justificou que todas as comissões e diretórios foram cientificados em abril das condutas que seriam vetadas nessas eleições. "O que houve foi uma insistência por interesses envolvidos. Queremos sair da geleia real que se tornou a política brasileira. Outros partidos flexibilizam isso por interesse, nós não", acrescentou.

A primeira constatação das alianças se deu em Lajeado e impulsionou o "pente fino" nos demais municípios. Iraí e Protásio Alves ainda estão sob investigação da corregedoria do partido.